Artrite e Artrose do Joelho

DR._MAURICIO_IAMAGUCHI CRM 116.096        +Currículo Completo

Formado pela Faculdade de Medicina da USP, Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho e da Sociedade Internacional de Artroscopia, cirurgia do joelho e Medicina Esportiva

Veja também: Prótese total do joelho  +Saiba mais

Você tem dores no joelho?

Responda as 12 perguntas do questionário e obtenha sua pontuação, a pior pontuação é 0 e a melhor pontuação(nota máxima) é 48, pacientes com artrose avançada do joelho e pontuações abaixo de 30 podem ser candidatos a prótese total de joelho. Clique aqui e obtenha sua pontuação.

Existem três tipos básicos de artrite que podem afetar a articulação do joelho.

Osteoartrose

Osteoartrose do joelho (gonartrose) é a forma mais comum de artrite do joelho. Osteoartrose dos joelhos é geralmente uma doença lentamente progressiva e degenerativa em que a cartilagem articular gradualmente se desgasta(figura abaixo). Na maioria das vezes atinge pessoas de meia-idade e idosos. (https://www.youtube.com/watch?v=BBqjltHNOrc)

Artrite reumatóide 

Artrite reumatóide (AR) é um tipo de artrite inflamatória que pode destruir a cartilagem articular(figura abaixo). Artrite reumatóide pode ocorrer em qualquer idade. Artrite reumatóide geralmente afeta ambos os joelhos.

Artrite pós-traumática

Artrite pós-traumática pode se desenvolver após uma lesão no joelho. Este tipo de artrite é semelhante à osteoartrose e ocorre geralmente alguns anos após uma fratura(figura abaixo), contusão, lesão ligamentar ou meniscal.

 Sintomas de um joelho com osteoartrose (gonartrose)

Geralmente, a dor associada à artrose desenvolve-se gradualmente, apesar de início súbito também ser possível.
A articulação pode se tornar inchada e rígida, e pode ficar difícil dobrar (flexionar) completamente ou endireitar (estender) o joelho.

 

Dor e inchaço são piores pela manhã, a noite ou após um período de inatividade. A dor também pode aumentar após atividades como caminhar, subir escadas, ou agachar. Alguns pacientes têm dor noturna, chegando a acordar a noite com dor no joelho, estes casos em geral estão associados a um desgaste mais profundo da cartilagem.
A dor pode muitas vezes causar uma sensação de fraqueza no joelho, resultando em uma instabilidade ou receio de realizar determinadas atividades físicas.
Muitas pessoas relatam que mudanças no clima também afetam o grau de dor de artrite, principalmente no inverno.

Exame médico (osteoartrose do joelho, artrite reumatóide e artrite pós traumática)

No consultório, o médico realizará um exame físico no qual observará sua caminhada, a amplitude de movimento no membro, o inchaço nas articulações, a estabilidade do joelho, o alinhamento dos joelhos e a localização da dor no joelho.


Raio-X (radiografias) mostram tipicamente uma perda de espaço articular no joelho afetado (diminuição do espaço articular normal entre o fêmur e a tíbia, devido a cartilagem danificada e osteófitos) que podem acometer o compartimento medial do joelho (interno) , compartimento lateral do joelho (externo), a articulação patelo-femoral (ou femoro-patelar), ou todos os compartimentos do joelho (osteoartrose tricompartimental) (gonartrose tricompartimental)

Radiografia do joelho demonstrando diminuição do espaço articular interno do joelho

 

Exames laboratoriais de sangue e outros exames de imagem especiais, tais como a ressonância magnética do joelho(RM do joelho) podem ser necessários para diagnosticar a artrite reumatóide.
 

Tratamento não-cirúrgico (tratamento conservador)

Se você tem osteoartrite ou osteoartrose do joelho, pode existir uma ampla gama de opções de tratamentos não cirúrgicos. A eficácia de diferentes tratamentos varia de pessoa para pessoa. A escolha do tratamento deve ser uma decisão conjunta entre você e seu médico.

O propósito do tratamento é reduzir a dor, aumentar a função e melhorar a qualidade de vida. Satisfação do paciente é um objetivo fundamental no tratamento da osteoartrose do joelho.

Em seus estágios iniciais e até avançados, a artrose ou artrite do joelho pode ser tratada sem cirurgia. Tratamentos não cirúrgicos são classificados em cinco grandes grupos: as modificações de estilo de vida, exercícios, dispositivos de suporte mecânico, medicamentos e outros métodos.

 

Modificação de estilo de vida

 

Modificações de estilo de vida podem incluir a perda de peso, diminuição ou modificação nas atividades de alto impacto (corridas ou saltos) para exercícios com baixo impacto (natação, hidroginástica ou ciclismo), e minimizando as atividades que agravam a condição, como descer escadas. Muitos, mas não todas as pessoas com osteoartrose do joelho estão com sobrepeso. Perda de peso simples pode reduzir o estresse sobre as articulações que suportam peso, como o joelho. Perder peso pode resultar em redução da dor e melhora da capacidade de realizar determinados movimentos, como subir escadas.

Exercícios


Exercícios podem ajudar a aumentar a amplitude de movimento e flexibilidade, bem como ajudar a fortalecer os músculos da perna. Fisioterapia e exercícios são muitas vezes eficazes na redução da dor e melhora da função. Seu médico ou um fisioterapeuta podem ajudar a desenvolver um programa de exercícios individualizado (na academia, na piscina, em casa ou na clínica de fisioterapia) que atenda às suas necessidades e estilo de vida. Existem evidências consistentes nos estudos científicos que demonstram que exercícios de fortalecimento / aumento de força muscular específicos para os membros inferiores reduzem a dor e melhoram a função física em pacientes com osteoartrose  osteoartrite do joelho.[1]
 

Dispositivos de suporte mecânico
O uso de dispositivos de apoio, como uma bengala, calçados especiais, joelheiras (órteses) pode ser útil. Alguns estudos têm focado o uso de joelheiras especiais (órteses) para o tratamento da osteoartrose do joelho. Elas podem ser especialmente úteis se a artrose é centrada em um lado do joelho. Uma órtese pode ajudar com a estabilidade e melhora da função. Os estudos mostram que pode haver uma pequena melhora com o uso destes dispositivos, com pequena melhora da dor e capacidade para caminhar.

Outros Métodos
Outras medidas podem incluir aplicações de calor ou gelo, e terapias alternativas (Acupuntura e outros métodos)


Medicamentos
Tipos de drogas

Vários medicamentos podem ser usados ​​no tratamento da artrose do joelho. Cada paciente é diferente, e nem todos respondem da mesma maneira com os mesmos medicamentos, seu ortopedista desenvolverá um programa para a sua condição específica.

Analgésicos simples, como dipirona e paracetamol estão disponíveis sem receita médica e podem ser muito eficazes na redução da dor. Analgésicos são geralmente a primeira escolha da terapia para osteoartrose do joelho. Todas as drogas têm efeitos colaterais e analgésicos simples não são exceção. Além disso, com o tempo, seu corpo pode adquirir uma tolerância, reduzindo os efeitos do analgésico. É importante perceber que estes medicamentos, embora comprados sem receita, também podem interagir com outros medicamentos que você está tomando, como anticoagulantes. Certifique-se de verificar com seu médico ortopedista.

Um tipo mais potente de analgésico é uma droga anti-inflamatória não esteróide ou AINEs. Estes fármacos, que incluem medicamentos como diclofenaco, naproxeno, nimesulida ou cetoprofeno são vendidos com receita médica e podem ajudar a reduzir a dor e o inchaço na articulação, porém podem causar efeitos colaterais, incluindo gastrite, alterações na função renal e hepática, bem como uma redução na capacidade de coagulação do sangue. Estes efeitos são geralmente reversíveis quando a medicação é suspensa.

 

Glucosamina e condroitina

 

Glucosamina e condroitinaGlucosamina e condroitina são suplementos orais que supostamente podem aliviar a dor de osteoartrite, porém existem poucas e escassas evidências em estudos médicos científicos de que o uso combinado destas substâncias tragam grandes benefícios para o paciente[2], porém estas substâncias também geralmente não causam efeitos colaterais importantes.

Corticoesteróides
Os Corticoesteróides são agentes anti-inflamatórios que podem ser injetados dentro da articulação pelo seu médico.
Eles podem ser indicados para dor moderada a grave. Eles podem ser úteis se houver inchaço significativo, mas não são muito úteis se a artrose afeta a mecânica articular.
Corticoesteróides ou cortisona são substâncias naturais conhecidas como hormônios. Eles são produzidos pelas glândulas suprarrenais no corpo humano. Eles podem proporcionar alívio da dor e reduzir a inflamação temporariamente possibilitando um aumento de atividade física e consequente ganho na força muscular da coxa. No entanto, os efeitos não são duradouros [3].​

Alguns destes medicamentos como o Hexacetonido de triancinolona podem trazer alívio dos sintomas por um tempo maior em comparação a outros, mas geralmente não mais do que 6 semanas. A recomendação é de que no máximo quatro injeções podem ser administradas por ano por articulação. Os corticosteroides não regeneram a cartilagem articular, apenas podem trazer alívio temporário dos sintomas.


Viscosuplementação com Ácido Hialurônico
Viscosuplementação se baseia em injetar substâncias dentro do espaço articular do joelho para melhorar a qualidade do líquido articular. Estudos demonstram efeitos clínicos positivos nas injeções destas substâncias nos joelhos, porém a melhora da dor e da qualidade de vida com essas aplicações é apenas modesta [4-8]. e seu custo é muito elevado, não tendo um bom custo-benefício comparado ao uso de antinflamatórios (AINEs) por via oral para alívio da dor e tendo efeitos colaterais em níveis semelhantes aos mesmos [9],

 sendo portanto uma alternativa válida para o tratamento clínico da osteoartrose, porém custosa.


Terapias alternativas

 Terapias alternativas incluem o uso da acupuntura e outros métodos. Muitas formas de terapia não são comprovadas por falta de estudos, desde que você encontre um profissional qualificado e mantenha seu médico informado dos métodos alternativos seu uso pode ser realizado.
A acupuntura utiliza agulhas finas para estimular áreas específicas do corpo para aliviar a dor temporariamente em uma região do corpo. Embora seja usado em muitas partes do mundo e as evidências sugerem que ela pode ajudar a aliviar a dor da artrite, há poucos estudos científicos sobre sua eficácia. Certifique-se que seu acupunturista é certificado, e não hesite em perguntar sobre suas práticas de esterilização ou se o mesmo utiliza agulhas descartáveis.

Tratamento Cirúrgico

Se sua artrite, artrose do joelho não responde a estes tratamentos não-cirúrgicos, você pode precisar de uma cirurgia.

Há uma série de opções cirúrgicas, incluindo o seguinte:

• A cirurgia artroscópica utiliza a tecnologia de fibra óptica e vídeo digital para permitir que o cirurgião possa ver o interior da articulação e faça procedimentos no interior da articulação.
• Uma osteotomia do osso grande da perna (tíbia) ou do osso da coxa (fêmur) pode melhorar o alinhamento da articulação do joelho.

• Enxerto de cartilagem é possível apenas para alguns joelhos com a perda de cartilagem limitada ou contida em uma pequena região do joelho.

• A artroplastia total de joelho ou parcial de joelho substitui a cartilagem do joelho danificada por uma articulação com metal e polietileno (um tipo de plástico). (entre no tópico artroplastia total do joelho neste site para maiores informações) +Saiba mais

Você tem dores no joelho?

Responda as 12 perguntas do questionário e obtenha sua pontuação, a pior pontuação é 0 e a melhor pontuação(nota máxima) é 48, pacientes com artrose avançada do joelho e pontuações abaixo de 30 podem ser candidatos a prótese total de joelho. Clique aqui e obtenha sua pontuação.

Radiografia de prótese total do joelho

Bibliografia:

1.  Nguyen, C., et al., Rehabilitation (exercise and strength training) and osteoarthritis: A critical narrative review. Ann Phys Rehabil Med, 2016. 59(3): p. 190-5.

2.  Clegg, D.O., et al., Glucosamine, chondroitin sulfate, and the two in combination for painful knee osteoarthritis. N Engl J Med, 2006. 354(8): p. 795-808.

3.  Faundez, J., P. Cotoras, and S. Irarrazaval, Are intraarticular steroids effective for knee osteoarthritis? Medwave, 2016. 16(Suppl5): p. e6599.

4.  Petrella, R.J. and M. Petrella, A prospective, randomized, double-blind, placebo controlled study to evaluate the efficacy of intraarticular hyaluronic acid for osteoarthritis of the knee. J Rheumatol, 2006. 33(5): p. 951-6.

5.  Newberry, S.J., et al., in Systematic Review for Effectiveness of Hyaluronic Acid in the Treatment of Severe Degenerative Joint Disease (DJD) of the Knee. 2015: Rockville (MD).

6.  O'Hanlon, C.E., et al., Hyaluronic acid injection therapy for osteoarthritis of the knee: concordant efficacy and conflicting serious adverse events in two systematic reviews. Syst Rev, 2016. 5(1): p. 186.

7.  Trigkilidas, D. and A. Anand, The effectiveness of hyaluronic acid intra-articular injections in managing osteoarthritic knee pain. Ann R Coll Surg Engl, 2013. 95(8): p. 545-51.

8.   Campbell, K.A., et al., Is Local Viscosupplementation Injection Clinically Superior to Other Therapies in the Treatment of Osteoarthritis of the Knee: A Systematic Review of Overlapping Meta-analyses. Arthroscopy, 2015. 31(10): p. 2036-45 e14.

9.   Health Quality, O., Intra-articular viscosupplementation with hylan g-f 20 to treat osteoarthritis of the knee: an evidence-based analysis. Ont Health Technol Assess Ser, 2005. 5(10): p. 1-66.

 

Agende sua Consulta Online 
se preferir          
11 3021-4155
ou ainda preencha o formulário.

Horários de atendimentos

Segunda a Sexta das 8h às 18h

Sábado das 8h às 12h (Acupuntura)

whatsapp-icone.png

Este site tem objetivo educativo e informativo, mas não substitui a orientação fornecida por seu médico, com base em avaliação própria para cada caso.

2018 por Consutti para Clínica Iamaguchi